Esporte Interativo Fez A Globo Elevar Tuas Ofertas, Diz

27 Nov 2018 10:55
Tags

Back to list of posts

the-social-network.jpg

<h1>Por Que Ter Um Site Responsivo?</h1>

<p>Voc&ecirc; j&aacute; sentiu isto? Aquele frio pela barriga e o cora&ccedil;&atilde;o batendo mais forte? Voc&ecirc; n&atilde;o domina o que, mas alguma coisa est&aacute; descrevendo que desta vez ser&aacute; contr&aacute;rio. N&atilde;o ser&atilde;o somente frases de transforma&ccedil;&otilde;es, entretanto verdadeiros atos corajosos para embarcar de vez em uma nova jornada. Uma jornada que voc&ecirc; a todo o momento sonhou e desejou percorrer. Voc&ecirc; sente as ideias flu&iacute;rem dentro de voc&ecirc;. Voc&ecirc; est&aacute; confiante. Voc&ecirc; entende que o seu servi&ccedil;o &eacute; tornar essas ideias livres, soltas e que existe um mundo desesperado por esse tipo de fato.</p>

<p>Mas voc&ecirc; est&aacute; com horror. Voc&ecirc; tem susto de largar o teu emprego e viver sem uma fonte permanente de renda. Voc&ecirc; tem medo dos olhares cr&iacute;ticos e desconfiados dos seus familiares e amigos, no momento em que eles ouvirem que a internet &eacute; de imediato o teu recinto de servi&ccedil;o. Voc&ecirc; tem horror de passar fome, de n&atilde;o ter como pagar tuas contas e saber que seus familiares n&atilde;o poder&atilde;o contar com voc&ecirc;. E al&eacute;m de tudo? Voc&ecirc; tem temor de estar falso sobre isto voc&ecirc; mesmo. Quem sabe essa intui&ccedil;&atilde;o seja s&oacute; uma ilus&atilde;o.</p>

<p>Quem sabe as suas ideias sejam p&eacute;ssimas. Talvez voc&ecirc; seja somente um maluco em procura de uma fantasia. Uma fantasia de viver de website, de viver como um empreendedor digital. Sem um recinto fixo de trabalho. Sem chefes malas gritando ordens no seu ouvido. Sem o controle excessivo dos hor&aacute;rios de “entra-e-sai”.</p>

<p>Assim, voc&ecirc; n&atilde;o faz nada. Voc&ecirc; se esconde no teu atual emprego - seguro, no entanto que voc&ecirc; odeia. Voc&ecirc; se identifica, ficando feliz no momento em que seu colega posta uma imagem explicando que a sexta-feira prontamente est&aacute; chegando, ou ficando amargurado quando de imediato &eacute; domingo e o trabalho lhe aguarda pela segunda-feira.</p>
<ul>

<li>Cap&iacute;tulo oitenta e quatro</li>

<li>Poste imagens de Polaroids</li>

<li>73 Avenue des Gobelins - Paris</li>

<li>Categorize os produtos</li>

<li>cinco Fun&ccedil;&otilde;es das Redes sociais Que Voc&ecirc; Pode Usar Pra Vencer Tua Concorr&ecirc;ncia</li>

<li>From hats to heel</li>

</ul>

<p>Voc&ecirc; passa dia depois de dia contando a velha hist&oacute;ria a si mesmo de que est&aacute; fazendo a coisa certa, seguindo o rumo seguro. Entretanto voc&ecirc; est&aacute; mesmo? “N&atilde;o”, uma voz bem calma dentro de voc&ecirc; assobia baixinho. Essa introdu&ccedil;&atilde;o chamou sua aten&ccedil;&atilde;o? Voc&ecirc; conseguiu se discernir com essa hist&oacute;ria? E simplesmente em raz&atilde;o de ela foi criada com apoio em algumas t&eacute;cnicas pra texto que voc&ecirc; vai conhecer melhor por esse artigo. Voc&ecirc; percebeu como este postagem come&ccedil;ou?</p>

<p>Sim, com uma pergunta. Perguntas s&atilde;o uma excelente maneira de capturar a aten&ccedil;&atilde;o do leitor de forma acelerada. “Voc&ecirc; agora sentiu isto? ” &eacute; uma pergunta vaga, que desperta curiosidade. “Aquele frio pela barriga e o cora&ccedil;&atilde;o batendo mais potente? ” &eacute; uma pergunta que mexe com os medos, as dores e obje&ccedil;&otilde;es, despertando interesse pela solu&ccedil;&atilde;o para impedir esses dificuldades.</p>

<p>Quest&otilde;es como essas abrem loops emocionais que necessitam ser fechados. E para localizar uma resposta pra fechar esses loops, o leitor precisa continuar analisando as pr&oacute;ximas palavras, a pr&oacute;xima frase, o pr&oacute;ximo par&aacute;grafo. 2. Faz&ecirc;-lo agir no encerramento do artigo, usando uma &oacute;tima call-to-action. Objetivos f&aacute;cil, no entanto nada f&aacute;ceis. Agora vimos por essa postagem aqui como digitar t&iacute;tulos imposs&iacute;veis de serem ignorados.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License